III Feira de Caça da Nave
Alvite - Moimenta da Beira
3 e 4 de Agosto de 2013


 

Concurso e Prova de Podengos Portugueses

No passado dia 4 de Agosto realizou-se na freguesia de Alvite, concelho de Moimenta da Beira, um Concurso de Morfologia de cães Podengos Portugueses e uma prova de funcionalidade de cães coelheiros.
O Concurso organizado pela Associação de Caçadores de Alvite de parceria com o Clube do Podengo Português decorreu integrado na Feira de Caça da Nave, evento este, assente no espírito organizativo e dinâmica dos jovens Rui Clemêncio e Diogo Trinta.
A avaliação no Concurso coube ao Juiz e Presidente do Clube do Podengo, desempenhando ainda a função de júri na prova de funcionalidade.
No Concurso, embora aberto a todos os cães com características de podengo, com registo ou sem registo, procurou-se que cães inscritos no Livro de Origens presentes não participassem por forma a dar a possibilidade aos restantes a participarem pela primeira vez em igualdade de circunstâncias.
Tal facto foi acolhido pelos proprietários de cães registados os quais desempenharam um papel meritório ao manterem no recinto da feira os seus exemplares para que o público apreciasse cães de reputada qualidade.
Dos muitos cães em exposição na Feira, foram seleccionados ainda três podengos grandes das três matilhas de caça grossa, presentes, para dar visibilidade a esta variedade tão rara.
No Concurso, foram julgados pelo Presidente do Clube do Podengo Português perante muito público, depois de selecção prévia de cerca de 40 exemplares, escolhidos de entre os muitos presentes da referida feira, tendo o julgamento decorrido separadamente por variedade de pelagem Lisa e Cerdosa, sagrando-se no podium como vencedor absoluto da classe de adultos o melhor exemplar Podengo Médio Liso e em segundo o melhor exemplar Podengo Médio Cerdoso, como segue:

1º Nilo - propriedade de César Nogueira, Braga;

2º Benfica propriedade de José Salgueiro, Moimenta da Beira;

O critério de selecção prévia atendeu às qualidades morfológicas identificativas com o enquadramento no estalão da raça podengo, podendo concluir-se que os escolhidos reunião as qualidades mínimas exigidas para o padrão da raça e por isso mesmo passíveis de obter o registo inicial caso os proprietários o viessem a solicitar.
Os animais qualificados na final reuniam qualidade digna de nota e espelhavam bem a preocupação dos entusiastas locais em manter cães com raça e tipo.
No fim, cerca de 13 registos iniciais foram requisitados tendo sido feitos, esperando-se que no futuro aqueles podengos entrem no circuito da reprodução dando continuidade às inscrições no livro de registo inicial.
Já na prova de funcionalidade ainda que aberta a cães de raça indefinida, apresentaram-se cerca de 40 parelhas em prova das quais 35 preenchiam os requisitos morfológicos exigidos da raça podengo português.
A prova decorreu em três fases, tendo havido uma primeira eliminatória, seguida de uma segunda com 10 parelhas apuradas, concluindo com uma final com 3 parelhas.
A prova decorreu em circuito fechado, numa área de 500 metros quadrados e segundo um regulamento elaborado pela Associação de Caçadores, sendo julgada por um júri constituído por 4 elementos, aqui identificados:

- Dr. Edácio Semitela (Presidente do júri e médico veterinário municipal)
- Engº França Martins
- Engº França Monteiro
- Dr. Vítor Veiga

A prova decorreu sem incidentes e perante uma expressiva presença de público, tendo como participantes, proprietários e condutores das parelhas concorrentes, vindas de várias partes do país.
A prova veio a terminar com a seguinte classificação:

1º Parelha Boneca e Lira de João Couceiro (Penude Lamego) 45 pontos
2º Parelha de António Lagoa (Coimbra) 35 pontos
3º Parelha de Bonito e Ladeira de Veiros de Fernando Garrucho (Tomar) 30 pontos

As parelhas finalistas apresentavam excelente tipo morfológico, demonstrando grandes qualidades venatórias que em muito dignificam o podengo português.
De realçar, que estiveram presentes a esta prova dois concorrentes com cães inscritos no Livro de Origens, mais concretamente o Emanuel Portugal e o Fernando Garrucho, tendo ambos chegado às meias finais e este último, nosso associado, obtido na final a honrosa qualificação na 3ª posição com uma parelhas de podengos médios cerdosos.
Foi uma jornada cinológica que contribuiu para o desenvolvimento da canicultura em especial para a promoção desta nossa raça canina portuguesa e uma prestação de grande interesse cinotécnico na formação dos entusiastas locais pelo podengo e pelos coelheiros em geral, traduzindo-se numa acção de divulgação das raças puras nos meios venatórios e junto das populações e regiões do interior do país.
Esta parceria irá ter continuidade e dará frutos que se antevêem um sucesso, prevendo-se a realização de duas provas a realizar-se cada uma, num dos dias de Feira, sendo uma aberta a todos os cães de coelho como tem sido até ao momento e outra aberta a cães inscrito no Livro de Registo Inicial e no Livro de Origens Português, dando continuidade ao Concurso de Morfologia como forma didáctica no melhoramento do tipo e da qualidade rácica, bem como forma de captação de novos exemplares para o Livro de Registo Inicial.
 


3rd Nave´s Hunting Fair
Alvite - Moimenta da Beira - Portugal
3 and 4  August  2013

Contest and Proof for Portuguese Podengos

In the past 4th August 2013 was Podengos  and proof of functionality for rabbit hunting dogs. held in the parish of Alvite, county of Moimenta da Beira a morphology  contest  for  Portuguese
The Competition was organized by the Alvite Hunters Association Association in partnership with the Portuguese Podengo Club,  held and integrated in the Nave Hunting Fair, an event, based on the spirit of the young and dynamic organization of Rui Clemêncio and Diogo Trinta.
The judgement of the morphology contest was done by the Portuguese Podengo Club president who also took place as ones of the jury in the functional tests.
In the contest, althought it was open to all dogs possessing Podengo characteristics, with or without registration, we tried to not have dogs with a LOP registration ( pedigree ) so all other non-registered dogs could participate for the first time and in equal circunstances.
This has been welcomed by the owners of registered dogs which played a commendable role in maintaining at the fairgrounds their dogs for the public to appreciate dogs of reputable quality.
Of the many dogs on display at the Fair, were selected  three Podengo Grandes  from  the three big game podengo packs presented, to give visibility to this variety so rare.
At the contest, with a huge audience, were judged by the Portuguese Podengo Club President, after a previous screening ,  about 40 dogs, chosed amonst the many podengos presented at the fair. The judgment splited dogs by coat variety, smooth and wire. The winner of the adult class was the best smooth Podengo Medio and in second place the best wire Podengo Medio as follow:

1º Nilo owned by  César Nogueira, Braga;
2º Benfica owned by José Salgueiro, Moimenta da Beira;

The previous selection criterion attended to the identifiable morphological qualities regarding the breed standard, so it can be concluded that the chosen ones met the minimum quality required for the breed standard and therefore likely to obtain initial registration if the owners were to ask.
Animals qualified in the final gather quality worthy of note and nicely mirrored the concerns of local enthusiasts to keep dogs with race and type.
At the end about 13 initial registries were made (RI´s) hoping in the future those podengos can enter at breeding programs giving continuing to the book of initial registries.
Already in the proof of functionality, hunting test , even open to mongrel dogs  showed up about 40 pairs in proof of which 35 met the morphological required conditions described in the  Portuguese Podengo breed standard.
The test took place in three phases, and there was a first round, then a second with 10 pairs found, ending with a final of three pairs.
The event was run in a closed circuit, an area of 500 square meters and according to a regulation made by the Association of Hunters, being judged by a jury consisting of 4 elements, identified here:

- Dr. Edácio Semitela (President of the jury and Veterinary)
- Engº França Martins
- Engº França Monteiro
- Dr. Vítor Veiga

There were no accidents during the hunting tests which took place with a large audience. Participants, owners and handlers came from  various parts of the country.
The proof came up with the following classification:

1º Pair -  Boneca e Lira de João Couceiro (Penude Lamego) 45 points
2º Pair -  António Lagoa (Coimbra) 35 points
3º Pair -  Bonito e Ladeira de Veiros de Fernando Garrucho (Tomar) 30 points

The pairs finalists had excellent morphological type, demonstrating great hunting qualities which greatly dignify  Portuguese Podengo.
Importantly,  attended this event two competitors with dogs entered in the Book of Origins, more specifically Emanuel Portugal and Fernando Garrucho, both having reached the semi finals and the latter, our associate, obtained in the final an honorable qualifying in 3rd position with pairs of wire Podengo Medio.
It was an  important  cinological journey  that contributed to the development of dog breeding, in particular for the promotion of this portuguese canine breed our Portuguese Podengo  and the provision of  great cinological interest in the training of local enthusiasts and podengo owners  by  generally translating into action disclosure pure breeds among the population  and inland regions of the country.
This partnership will be continued and will bear fruit that envision a success, it is expected to conduct two tests to be held every one, in the days of the fair, one open to all hunting rabbits dogs as it has been so far and another one open to dogs entered in the Initial Registry and Portuguese Book of Origins, continuing the Morphology contest as didactically in improving thebreed  type and quality as well as a way of attracting new dogs to the Initial Registry.
 



 


<< Voltar ao menu inicial / Main Menu